Depoimentos


COMO SEGURAR TALENTOS NAS EMPRESAS PÚBLICAS?
 

 

 Muitas empresas, especialmente aquelas ligadas aos governos federais e estaduais, mandam os seus cérebros mais preciosos para aperfeiçoamento no exterior. Esses profissionais recebem bolsas de estudos, freqüentam as melhores escolas das Américas e da Europa, e voltam quando terminam a pós-graduação. A lei brasileira manda que cumpram um período de trabalho não inferior ao mesmo tempo em que ficaram afastados às custas da instituição.
Mas o que ocorre, seguidamente, é que ao final do projeto acadêmico, esses profissionais tiveram contatos com empresas privadas nacionais ou estrangeiras, e recebem convites com remunerações tão acima das que recebem no trabalho original que vale a pena pagar a multa e se mudarem para uma nova empresa, no Brasil ou lá fora.
O resultado é que o investimento de órgãos públicos como o Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais – Inpe, Ministério da Saúde, Sabesp e outros, acaba resultando em nada para a comunidade. Por não poderem remunerar melhor seus talentos, os órgãos públicos os perdem para a iniciativa privada.
Dê a sua opinião sobre este assunto. Participe do nosso fórum

====>

Leitor
 

  Data/Horário

 

  :: Fabiana F. Pascoaloto

 

  21/10/2000 – 00:33

 

  Sou funcionaria pública municipal e vejo como é precaria nas instituições públicas pessoas conhecimento técnicos e compromentimento com a empresa. Sou de acordo que seja feito treinamento de funcionários e que as empresas públicas encontrem um meio de manter essas pessoas. No dos negocios cada vez mais procura-se pessoas com talentos e essas pessoas sempre receberão propostas e fica ao cargo das empresas (públicas ou privadas), conservar o seu patrimonio intelectual.

  1. luciano aparecido
    04/04/2011 às 16:39

    Não sou contra que os Órgãos Públicos instruam seus funcionários com cursos de alto nível, porém, creio que deve haver uma contrapartida do funcionário. O mínimo que ele poderia fazer é pagar o curso prestando assistência igual ao período cursado. Após, claro que(respondo por mim), não recebendo um “plus” no seu salário, não seria viável continuar no Òrgão e deixar passar oportunidades que às vezes são únicas em nossas vidas.

  1. No trackbacks yet.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: