Início > Contabilidade > CFC prepara reunião de normatizadores contábeis da América Latina e Caribe

CFC prepara reunião de normatizadores contábeis da América Latina e Caribe


Nos dias 29 e 30 de março, na sede do CFC, em Brasília (DF), haverá a segunda reunião de um grupo de normatizadores contábeis de vários países da América Latina e Caribe. Na oportunidade, será discutida a minuta de criação de uma entidade regional para unificar e harmonizar as reivindicações dessas nações junto ao International Accounting Standards Board (Iasb).

A expectativa é que a ata seja assinada e anunciada mundialmente durante a Conferência CReCER – Contabilidade e Responsabilidade para o Crescimento Econômico Regional, que irá ocorrer em Buenos Aires, Argentina, em junho deste ano.

A entidade latino-americana está sendo constituída nos moldes do European Financial Reporting Advisory Group (EFRAG). Ásia e Oceania também criaram, recentemente, organização com a mesma finalidade. “Ao lado do Financial Accouting Standards Board (Fasb), dos Estados Unidos, essas entidades se fazem ouvir com intensidade por apresentarem pleitos de interesses mais abrangentes do que de um ou outro país isolado”, afirma Nelson Carvalho, coordenador de Relações Internacionais do CPC, entidade participante do grupo de normatizadores.

A influência da organização latino-americana e caribenha, conforme expectativa do grupo, pode se dar, positivamente, na agenda e nas prioridades do Iasb, Comitê internacional que tem sede em Londres, Inglaterra. “Entre outras atividades mais proativas, a entidade poderia enviar cartas-comentários regionalizadas aos Exposure Drafts em audiência pública”, exemplifica Carvalho.

Segundo o coordenador de Relações Internacionais do CPC, a entidade também terá oportunidade de atuar de forma destacada nas reuniões dos National Standard Setters (NSS) e dos World Standard Setters (WSS).

Além de abranger as International Financial Reporting Standards (IFRS), expedidas pelo Iasb, há a possibilidade de que a organização latino-americana venha a contribuir também para a elaboração das International Public Sector Accounting Standards (IPSAS) e das International Standards on Auditing (ISAs), da International Federation of Accountants (Ifac).
 
Primeira reunião
A primeira reunião para discutir a constituição de uma entidade latino-americana, com objetivos específicos e concretos, visando à união de esforços para que a América Latina e Caribe venham a ter uma voz única perante o Iasb – em relação às postulações de agenda, de prioridades e de temas técnicos que interessem, particularmente ou de maneira coletiva, aos países da região -, foi realizada no dia 4 de fevereiro, no CFC.

Essa reunião contou com a presença do presidente do Iasb, David Tweedie, e do diretor brasileiro do Iasb, Amaro Luiz de Oliveira Gomes. Representando o Brasil, estiveram presentes o presidente do CFC, Juarez Domingues Carneiro; o vice-presidente Técnico do CFC, Nelson Mitimasa Jinzenji; a conselheira do CFC Verônica Souto Maior; o vice-coordenador Técnico do CPC, Ernesto Gelbcke; o coordenador e o vice-coordenador de Relações Institucionais do CPC, respectivamente, Alfried Plöger e Haroldo Levy Neto; o coordenador de Relações Internacionais do CPC, Nelson Carvalho; e a chefe do Departamento de Contabilidade do BNDES, Vania Borgerth.

Da América Latina, participaram: pela Argentina, Jorge Gil, da Federação Argentina de Conselhos Profissionais de Ciências Econômicas (FACPCE); pelo Chile, Mario Muñoz, presidente da Comissão de Normas e Princípios do Colégio de Contadores do Chile, e Florindo Nuñez, presidente Nacional do Colégio de Contadores de Chile; pelo México, Felipe Perez Cervantes, presidente do Conselho Emissor do Conselho Mexicano para a Investigação e Desenvolvimento de Normas de Informação Financeira (Cinif); e, pela Venezuela, Rafael A. Rodrigues Ramos, presidente da Federação de Colégios de Contadores Públicos da Venezuela.

Na abertura da reunião, Juarez Carneiro garantiu que o CFC e os órgãos parceiros não medirão esforços para buscar a integração dos países da América Latina e Caribe, de forma harmoniosa e consensual, para que a região possa manifestar os seus interesses, como um grande bloco, junto ao Iasb.

Na ocasião, o coordenador de Relações Internacionais do CPC destacou que esse primeiro encontro não tinha a ambição de chegar a conclusões definitivas. “Esse é o início de um processo que, a meu ver, deve ser realmente lento, com características próprias, pois somos países diferentes, com soberanias diversas e com realidades econômicas, contábeis e sociais próprias”, ressaltou. Providenciar uma convergência de interesses em meio a essas diferenças, segundo ele, é um processo que não pode ser apressado.

Nessa reunião, os representantes dos órgãos internacionais apresentaram depoimentos sobre os estágios de implementação do IFRS em seus países.

Anúncios
Categorias:Contabilidade
  1. Nenhum comentário ainda.
  1. No trackbacks yet.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: