Início > Informática > Prefeituras ganham software público para qualificar a gestão municipal

Prefeituras ganham software público para qualificar a gestão municipal


O sistema e-cidade de gestão integrada para os municípios já está disponível às prefeituras de todo o país. A solução foi lançada durante a abertura do Encontro Nacional de Tecnologia da Informação (TI) para os Municípios Brasileiros e do Encontro Nacional do Software Público. A carta que disponibilizou a solução para a sociedade foi assinado pelo secretário de Logística e Tecnologia da Informação (SLTI) do Ministério do Planejamento, Rogério Santanna, e pelo diretor da empresa Debseller, desenvolvedora da solução, Paulo Ricardo da Silva. O sistema está disponível em http://www.softwarepublico.gov.br . O e-cidade permite integrar áreas diversas do município como educação, controle de medicamentos, orçamento, finanças públicas, recursos humanos e também a área tributária. A solução possibilita gerir serviços que prestam atendimento ao cidadão ao gerar guias para pagamento bancário sem a necessidade de deslocamento, entre outras funcionalidades. Durante a abertura do encontro também foram disponibilizadas no Portal do Software Público ( http://www.softwarepublico.gov.br ) as soluções MDArte e PW3270 desenvolvidas, respectivamente, pela Marinha Brasileira e pelo Banco do Brasil. O MDArte permite a aplicação e reuso de melhores práticas de programação e a sincronia entre os modelos que documentam o sistema e a implementação, entre outras funcionalidades. Já o PW3270 visa facilitar o acesso a ambientes computacionais de grande porte. Cerca de 1,5 mil pessoas participam do Encontro Nacional de Tecnologia da Informação (TI) para os Municípios Brasileiros e do Encontro Nacional do Software Público, promovido pela Secretaria de Logística e Tecnologia da Informação. O evento conta ainda com o apoio do Ministério das Cidades, da Secretaria de Gestão do Ministério do Planejamento e da Subchefia de Assuntos Federativos /SRI/PR. Prefeitos, secretários e gestores municipais e técnicos da área de TI participam de palestras, oficinas, workshops e debatem as soluções voltadas à qualificação dos serviços públicos nessa área e as inovações relativas às ferramentas já disponibilizadas à sociedade pelo Portal do Software Público Brasileiro. As atividades ocorrem até o dia 30 de outubro no Centro de Convenções Brasil 21. Rogério Santanna destacou que somente métodos novos poderão contribuir para o desenvolvimento do país e que todos eles são baseados em softwares e nas tecnologias da informação. “Esse é um bem que pode ser utilizado sem que o seu desenvolver perca alguma coisa, pelo contrário, é o compartilhamento que leva à sua melhoria e evolução”, salientou. Ele lembrou que, neste novo ambiente de solidariedade e compartilhamento, o modelo de negócios deixa de ser a venda de licenças, mas passa a ser o da prestação de serviços. De acordo com o secretário, essa é a razão para o sucesso do Portal do Software Público Brasileiro, que conta atualmente com mais de 46 mil usuários nas suas comunidades virtuais de troca e compartilhamento de conhecimento. Estão disponibilizadas neste ambiente mais de 30 soluções livres desenvolvidas por órgãos públicos, empresas, universidades, entre outros. O subchefe de Assuntos Federativos da Secretaria de Relações Institucionais da Presidência da República, Olavo Noleto, disse que a inclusão social de cerca de 190 milhões de brasileiros só será possível com o uso da inteligência nacional e das tecnologias da informação. “O Brasil caminha a passos largos para proporcionar a construção de um novo país, o que somente será possível se os municípios estiverem capacitados para levar o Estado aos cidadãos mais humildes”, afirmou. Da mesa de abertura do evento também participaram a prefeita municipal de Fortaleza, Luizianne Lins, o capitão de Mar-e-Guerra, Divany Gomes Lima, o presidente da Dataprev, Rodrigo Assumpção, o diretor da Cobra Tecnologia, Sérgio Rosa, o presidente do Proderj e do Conselho de Associados da Abep, Paulo Coelho, e o presidente do Instituto Nacional de Tecnologia da Informação, Renato Martini. Ação Coletiva Foram entregues durante a abertura do evento o Prêmio Ação Coletiva, que visa reconhecer o trabalho colaborativo dos participantes do Portal do Software Público. A escolha foi feita por meio de avaliação técnica e júri popular. Os premiados são Adriano Vieira, da Comunidade Cacic, Eriksen Costa, da Comunidade I-Educar, Paulo Francisco, da Comunidade Pandorga, Sérgio Graças, da Comunidade Linux Educacional, e Ana Nunes, da Comunidade I-3Geo. Fonte: Ministério do Planejamento

Anúncios
  1. Glaucia
    11/11/2009 às 15:51

    Fa, seu site ficou ótimo!
    É de muita valia! Vou encaminhar a meus contatos!
    Grande beijo e boa sorte!!!

  2. Débora Geórgia Tristão
    12/11/2009 às 19:39

    Oi FAbi,
    Estou testando o comentário.
    Muito boa sua reportagem.
    Gd abraço
    Débora Geórgia

  1. No trackbacks yet.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: